sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Hoje muitos choram.


Antes de ontem fui gravar dois programas de auditório na Record. Saindo daqui do litoral é mais ou menos 1h30min, para chegar lá na Barra Funda, onde é o estúdio. Normalmente quando viajo sempre acabo dormindo, até mesmo porque sinto enjoo se ficar olhando as coisas passarem pela janela. Mas em um farol, já em São Paulo, era até perto da 25 de março, em baixo de um daqueles edifícios vazios, talvez condenado, com janelas quebradas, cheio de pixações, observei dois mendigos dormindo no meio daquele caos, uma terceira pessoa chegava, era uma mulher, com suas roupas rasgadas, seus cabelos despenteados, uns colegas da agência de modelos com quem fui até brincaram, olha lá... essa daí deve ser da agência "tal" ( uma concorrente), não gostei dessa brincadeira, e continuei observando essa mulher, estava sem óculos, sou muito cega sem ele, mas consegui ver as lágrimas caindo dos seus olhos, imediatamente senti a tristeza dessa mulher. Milhares de pessoas passam por ali todos os dias, afinal, é uma das principais avenidas.
Nesse mesmo dia, ainda em Sampa, já na Record, tinha uma menina aparentemente de uns 20 anos que estava sentada na mureta da ponte, me virei, depois vejo o médico da Record nervoso, porque ele viu essa menina se jogar de costas e de braços abertos na hora em que o metrô passou.. o metrô parou esse médico chamou a ambulância... mas teve uma pessoa lá da emissora que foi lá e tirou foto, e o corpo dessa garota estava mutilado. Foi muito triste.
Tanto os mendigos, como os suicídas, são pessoas doentes psicologicamente, na maioria das vezes narcóticas,  sem Deus, desiludidas, creio que pessoas que chegam a tal ponto, são pessoas que desistiram dos seus sonhos, se deixaram ser vencidas. Os mendigos ainda teem salvação, estão aí nas ruas "vivos". Sonho um dia poder fazer algo para ajudar a humanidade. Como já escrevi em uma postagem (Mais de 1 bilhão de pessoas passam fome no mundo) , eu acho que todos os seres humanos deviam ter o direito a alimentação, educação, saúde... mas o mais importante de tudo é conhecer o amor de Deus para conosco, com Deus é mais fácil de viver, Ele nos ajuda, com Ele nossa emoção está protegida, enchergamos a luz no fim do túnel.
Sejamos mais humanos, amemos nosso próximo... aquele próximo depois do vidro.

Imagem: Quero Justiça Social

2 comentários:

  1. É verdade cara Kamila...
    eu observo o mesmo e anseio poder ajudar tbm... Q Deus nos proporcione isso... Deus nos abençoe e ajude com uma história de sucesso!
    Ignácio

    ResponderExcluir
  2. Vc vai encontrar a maneira certa de fazer as coisas sempre Deus te ilumina e tudo vai dar certo!

    ResponderExcluir